Fotografia de grupo universitário na escadaria da fachada da Universidade de Coimbra, por Augusto Bobone

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Fotografia de grupo universitário na escadaria da fachada da Universidade de Coimbra, por Augusto Bobone

Detalhes do registo

Nível de descrição

Documento simples   Documento simples

Código de referência

PT/AMM/AMR/FT/PR02/002

Tipo de título

Atribuído

Título

Fotografia de grupo universitário na escadaria da fachada da Universidade de Coimbra, por Augusto Bobone

Datas de produção

1905  a  1906 

Datas descritivas

1905-1906

Dimensão e suporte

Cartão secundário: 32,8x37,8cm; Fotografia: 23,1x29cm

História administrativa/biográfica/familiar

Augusto Bobone (1852-1910) estudou na Academia de Belas Artes de Lisboa. Herdou o "Atelier Fillon" e tornou-se fotógrafo das Casas Reais de Portugal e Espanha. Ganhou vários prémios, diplomas e medalhas de ouro e prata em exposições e ficou conhecido, sobretudo, pelas suas reproduções de obras de Arte.

Casa fotográfica

A. Bobone, Rua Serpa Pinto, 79-87, Lisboa

Localidade

Localidade descritiva

Lisboa

Âmbito e conteúdo

Fotografia (prova a preto e branco) de um grupo universitário, o grupo de alunos do 3º ano de Direito de 1905-1906, conforme manuscrito no verso do cartão secundário, tirada na escadaria da fachada do edifício principal da Universidade de Coimbra, na qual se identifica, por comparação com outras fotografias assinadas existentes neste espólio, José Maria Raposo de Sousa d'Alte Espargosa, em primeiro plano, ao centro da fotografia (1ª fila, 8º a contar da esquerda); Luís Francisco Bicudo, sentado sobre o varandim, ao centro e em cima, sobre o grupo, sendo a figura do meio; e, provavelmente, José Paulo de Teixeira Mendonça Amaral, na 1ª fila, o 4º a contar da esquerda. O Cartão secundário apresenta gravado, por baixo da fotografia, no canto inferior esquerdo o nome do fotógrafo "A. Bobone" e, no canto inferior direito, "Lisboa". No verso, a identificação do produtor/ casa fotográfica com dados biográficos e endereço da mesma; no topo, manuscrito "3º ano de direito (1905-1906)".José Maria Raposo de Sousa d'Alte Espargosa (Torres Novas, 1886 - Lisboa, 1974), filho único de Bernardim Raposo de Sousa d'Alte Espargosa (1859-?) e de Maria de Jesus Xavier de Figueiredo e Melo Oriol Pena (1864-?), unidos por matrimónio em 1886, em Santarém. Licenciou-se em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (1908). Casou, em 1912, em Lisboa, com Maria Teresa Valdez Briffa, e tiveram 6 filhos, 5 raparigas (Maria da Piedade, Maria de Jesus, Maria Teresa, Maria Octávia e Maria José) e 1 rapaz (Bernardim). Dedicou a sua vida à gestão do seu vasto património, de que se destacam grandes propriedades agrícolas, como por exemplo, a Quinta de Carvalhais (onde viveu) e as Quintas do Peru e da Valada. Foi membro da Direcção dos Bombeiros de Torres Novas, da Comissão executiva formada para a construção da actual igreja de Riachos e do Grémio da Lavoura de Torres Novas. Luís Francisco Bicudo (1884-1918), natural de S. Miguel, Açores. Poeta, publicou imensos artigos criticos, poemas e contos no Diário dos Açores. Foi o primeiro tradutor do Manifesto Futurista, redigido por Filippo Tommaso Marinetti, publicado no "Le Figaro", Paris, a 20 de Fevereiro de 1909, texto que esteve na base do Movimento Futurista e que em Portugal teve nomes como Amadeo de Sousa Cardoso, Mário Sá Carneiro, Raul Leal, José Pacheco, José Almada Negreiros, Santa Rita Pintor e Fernando Pessoa. A sua tradução para português, feita por Luís Bicudo, foi publicada a 5 de Agosto de 1909, juntamente com uma entrevista ao seu autor, realizada por este intelectual. Foi sócio fundador do Coliseu Avenida (1916), actual Coliseu Micaelense. José Paulo Teixeira de Mendonça Amaral (1886-1936), filho de Bento Teixeira de Figueiredo do Amaral (1840-?) e de Maria da Piedade de Mendonça e Lemos de Azevedo (1840-?). Foi sócio do Clube Tauromáquico.

Cota descritiva

PT-AMM-AMR-FT-PR 02-002 / AM-Arm. D

Cota original

OSB.8.774

Idioma e escrita

Características físicas e requisitos técnicos

Papel impresso. Danificado, espelho de prata, amarelecimento e desvanecimento, riscos, pontos de sujidade. Cartão secundário, curvatura, sujidades. Limpeza a seco com pera de soprar e borracha Artgum (cartão secundário).