Classification scheme

Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

Available actions

Reader available actions

 

Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

Description details

Description level

Subsection   Subsection

Reference code

PT/AMM/CFLLTV/AMVFX-CMVFX

Title type

Formal

Date range

1801-03-07  to  1823-11-28 

Dimension and support

41 registos; 3468 imagens

Producer

Câmara Municipal de Vila Franca de Xira.

Biography or history

Vila Franca de Xira, tem o seu começo de história no século XII, altura em que foi “baptizada” pelos árabes de Cira ou Xira, devido à vegetação natural que cobria a região inculta.

No séc. XVIII, Vila Franca de Xira era pertença dos bens da coroa e a sua igreja paroquial da comenda da Ordem de Cristo. Pertenceu à provedoria e comarca de Torres Vedras e integrou a comarca do Ribatejo quando esta foi constituída. A concentração de grandes propriedades na classe nobiliárquica – eclesiástica, que acumulava direitos rendosos sobre a produção económica, era um traço dominante. A nobreza possuía grandes quintas nesta região e a agricultura era a principal ocupação das gentes de Vila Franca de Xira.

Produzia-se o trigo, cevada, milho e legumes. A vinha e os pomares de citrinos eram também uma constante, sobretudo nos arredores da vila e nas suas quintas. Nas lezírias, terras férteis da margem esquerda do Tejo, pertença da Coroa e da igreja, trabalhavam jornaleiros e rendeiros, que faziam parte do centro abastecedor de Lisboa. Tendo como principal culturas os cereais panificáveis, eram também abundantes em caça, gado cavalar e gado bravo. A pesca era também outra actividade de relevo.

O comércio era igualmente relevante, pois a vila ficava muito bem posicionada para essa prática, junto à estrada real e ao rio Tejo e, mais tarde, em 1856, passou a ser servida pelo 1º troço de caminho de ferro. Tinha feira franca, pelo menos desde 1645, no primeiro Domingo de Outubro.

Este fundo documental reúne documentação produzida pela Câmara desde o séc. XVII até à actualidade, que constitui uma excelente fonte de informação para a execução de estudos históricos, sócio-económicos, demográficos, toponímicos, administrativos, institucionais, municipais e etnográficos.

De 27 de Maio a 3 de Junho de 1823, na decorrência de um golpe de Estado, denominado Vilafrancada, em que, Vila Franca ajudou a pôr o fim ao constitucionalismo durante a revolta, trazendo a proclamação da restauração do absolutismo.

Devido a este incidente, o Infante D. Miguel a 7 de Julho de 1823, denomina Vila Franca, de Villa Franca da Restauração. De acordo, com Lino de Macedo, Vila Franca de Xira teve esta denominação durante os 6 dias em que a família real se encontrou na cidade “escondida” dos “infiltrados”. Contudo, a documentação existente, define outro tempo.

Em 1836, dá-se o começo do desenvolvimento em Vila Franca de Xira, pois é constituída a Companhia das Lezírias do Tejo e Sado, em 1856, assiste-se à inauguração do primeiro troço de linha-férrea do país entre Lisboa e Carregado e em 1893, a inauguração dos novos Paços do Concelho de Vila Franca de Xira, demonstrou ser um pretexto para o município dessa época, apresentar publicamente o seu relatório de actividades.

Já no séc. XX, é inaugurada a Ponte de Vila Franca de Xira, permitindo uma ampla comunicação com o País e dez anos mais tarde a inauguração da auto-estrada entre Lisboa e Vila Franca de Xira.

Os anos 80, já no séc. XX, Vila Franca de Xira passa de “vila” a cidade e cresce a “olhos vistos”.

Rica tanto em história como em património cultural, Vila Franca é conhecida pela Igreja da Misericórdia, o Chafariz do Alegrete de 1797, a Casa/Pátio da Galache, o Convento de Santo António, o Senhor da Boa Morte, locais que aconselhamos a visitar.

A documentação referente aos fundos tanto da Câmara Municipal como da Administração do Concelho, como ainda dos restantes fundos encontra-se disponível à consulta do público.

Scope and content

Contém informação relativa à constituição e regulamentação do município, actividades administrativas, património, contabilidade e finanças, impostos, eleições, recenseamento militar, controlo das actividades económicas, obras, saúde, assistência e educação.

Arrangement

A documentação organiza-se segundo o Quadro de Classificação dos Arquivos Municipais.

Access restrictions

Consulta presencial e on-line.

Conditions governing use

As constantes no Regulamento do Arquivo Municipal de Vila Franca de Xira.

Old material language

Português

Language of the material

Other finding aid

NUNES, Graça (coord. e textos) - Guia do Arquivo Histório Municipal de Vila Franca de Xira. Vila Franca de Xira: Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. S.d. p.19-28.

Publication notes

NUNES, Graça (coord. e textos) - Guia do Arquivo Histório Municipal de Vila Franca de Xira. Vila Franca de Xira: Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. S.d. p.19-28.
http://www.cm-vfxira.pt/PageGen.aspx?WMCM_PaginaId=27484

Notes

Os dados que constam nos campos "Datas de produção" e "Dimensão e suporte" referem-se à documentação referenciada no âmbito do projecto.